domingo, 8 de agosto de 2010

Não deixe os seus Sonhos Morrerem “Parte 1”

Quando falamos da palavra sonho existem dois significados que logo vem a nossa mente.

1 – São aquelas histórias criadas e reproduzidas em nossa mente enquanto estamos dormindo

2 – São aquelas metas que colocamos como alvo em nossas vidas, também chamados de metas, planos ou projetos.

Mas é sobre este último exemplo que vamos falar aqui.

Certa vez, Jesus, quando foi para Jerusalém para participar de uma festa, durante este período ele foi fazer as suas devoções no templo, diz a narrativa bíblica de que, quando ele se aproximava no templo pela portas das ovelhas, o seu olhar ficou vidrado na direção de um enorme tanque que existia ali chamado de Betesda (casa de misericórdia)

Reza a tradição judaica que de tempo em tempos um Anjo vinha se banhar naquele tanque, e ao se banhar provocava uma pequena agitação na água do tanque, e continua o conto, que o primeiro que conseguia se banhar nas águas após o balaço, seria curado de qualquer enfermidade que tivesse. Esta crença era bem divulgada no meio do povo e o reflexo desta história, podia se observar nas margens deste tanque. Muitos e muitos enfermos se aglomeravam nas margens deste tanque, lá tinha todo o tipo de pessoas, desde cegos até paralíticos, jovens, adultos e anciões disputavam no braço para ser o primeiro a entrar no tanque após o balaço das águas.

Cristo, sabedor deste conto hebreu, ao passar pelo tanque se compadece destes necessitados e resolve, em pleno sábado, acabar com o sofrimento de um pobre paralítico que a trinta e oito anos batalhava por sua cura.

O que mais me chamou a atenção neste dialogo, e me levou a escrever este texto, é a total falta de esperança nas palavras deste pobre homem, vejamos o diálogo:

Jesus: “Queres ficar são?”

Paralítico: “Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.”

A frase negativa em resposta ao questionamento de Jesus é o que nos chama a atenção neste diálogo. Imaginamos o seguinte: “Um jovem vem fazendo um trabalho braçal a alguns dias, já fadigado deste trabalho e vendo ainda que há ainda muito trabalho pela frente, ele já desiludido com o findar desta tarefa, percebe que o chefe vem dando folga a alguns poucos trabalhadores que estão em outra tarefa diferente da dele, de repente ele recebe a visita do chefe, que compadecendo dele diz o seguinte “Você quer folga deste serviço? Pois vejo que ele esta acabando com você? Mais ele responde ao chefe “Não meu senhor, os demais funcionários já conseguiram as folgas disponíveis, sobrou só eu, se o senhor me der folga não restará ninguém para trabalhar na sua fazenda”

Perceberam a semelhança deste conto com o relato bíblico? Todos eles estavam muito próximos a seus, merecidos, descansos; Mais ambos não acreditavam mais que poderia adquirir tal recurso.

Os longos trinta e oito anos tiraram dele a esperança de conseguir a sua cura, apesar de toda a luta e esforço, ele já estava entregue a desesperança. Lutava, mas não acreditava mais.

Hoje o que mais observamos são pessoas desistentes, começam mais não terminam. Embarcam em sonhos maravilhosos, gigantesco, belos, mas depois que encontram a dificuldade inserida neste projeto, no próximo “porto seguro” entregam as suas passagens.

Existe uma frase de Robert Collier que diz: “Sucesso é a soma de pequenos esforços, repetidos o tempo todo” e o que isso quer dizer?

Não deixe os seus sonhos morrerem.

 

Continua…

2 comentários:

  1. Oi mano, graça e paz, sempre!

    Parabéns pela iniciativa e o conteúdo apresentado em seu blog. Já o estou seguindo.

    Aproveito para lhe convidar a conhecer meu espaço e se desejar segui-lo, será uma honra.
    Seus comentários também serão sempre bem-vindos.

    http://oreinoemnos.blogspot.com/

    Aparece lá!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde,

    Muito bonita a mensagem, precisamos de palavras como esta para podermos erguer nossa cabeça e continuar sonhando,nada para Deus é impossível, somos limitados, mas Ele não!

    ResponderExcluir

Postagens populares

Fernando Pessoa.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho?

Guardo todas, um dia vou construir um castelo…
Ocorreu um erro neste gadget

Notícias Importantes

Loading...
Loading...
Loading...