domingo, 15 de março de 2009

Darwinismo

Conseqüências da Evolução.
24/02/2009


No ultimo dia 12 de fevereiro comemoramos os duzentos anos do nascimento de Charles Robert Darwin. Em 1809 veio ao mundo uma criança que ao lado de Karl Marx e Sigmund Freud formaria o trio de pensadores do século XIX. Marx Lançou o comunismo, uma nova forma de organizar a sociedade, Freud inovou na arte de compreensão do ser humano, agora, Darwin, este foi alem de todas as expectativas. Estudou medicina, e para nosso espanto também estudou teologia, mais foi na biologia que encontrou a sua verdadeira vocação, tornou-se um biólogo naturalista, que em sua famosa expedição de cinco anos pela costa sul-americana a bordo do navio Beagle, desenvolveu a sua teoria sobre a vida natural.


Publicou sua teoria no dia 24 de novembro de 1859 na obra “A origem das espécies” revolucionando o pensamento humano, essa teoria consiste que as espécies evoluem para se adaptar melhor ao seu habitat natural. Em 1871 aprimorou esta obra lançando “A Descendência do Homem” que trouxe uma explicação para a origem do homem, colocando-o na ordem dos primatas, ao lado de chipanzés, gorilas e orangotangos, declarando publicamente que o homem tem sua descendência no macaco.


Vivemos em um país democrático de direito, ou seja, todos os cidadãos participantes da sociedade em questão têm direitos iguais perante a lei e observando a maioria das constituições mundiais atuais, para o nosso alivio, concluímos que em sua maioria o parentesco só é reconhecido até o quarto grau. Suponhamos que a lei não limitasse o número máximo para o reconhecimento do parentesco. Já imaginou quanto à águia ganharia de royalties do governo americano? Ou falcão? Quanto o elefante africano ganharia para ceder os seus direitos de imagem para o Parque Nacional da África?


Recentemente levei os meus filhos para passear no zoológico, após passar pela jaula do urso nos deu vontade de observar o lobo guará. Era uma jaula na extremidade lateral do parque, um lugar cercado de arvores, formava um lindo bosque, em meio as arvores, estava lá, o recinto dos lobos guarás. Foi neste momento que meu consciente perguntou, e a jaula dos Homo sapiens, onde será? Um leve sorriso veio ao meu rosto e imediatamente lembrei-me de Darwin. Bom se o zoológico é um lugar de demonstração em cativeiro das espécies, onde será então a jaula dos primata-mor? Confesso que não achei. Já cansado do passeio, decidimos ir embora, para minha surpresa encontrei a tal jaula dos descendentes dos gorilas. Ela tinha 60 cm², o Homo sapiens tinha um nome carinhoso atribuídos pelos visitantes, guarda João.


Viva Darwin...



Postagens populares

Fernando Pessoa.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho?

Guardo todas, um dia vou construir um castelo…